História da Osteopatia

Andrew Taylor Still estudou medicina no Kansas e se especializou em medicina cirúrgica. Sentiu-se impotente para tratar os feridos da guerra de secessão americana e já naquela época percebeu o inconveniente dos efeitos colaterais dos medicamentos em seus pacientes. Voltou a estudar anatomia e fisiologia para compreender melhor o ser humano e procurar respostas para seus questionamentos.

Outro fato decisivo em sua vida foi um surto de meningite cérebro-espinhal na comunidade em que vivia levando à óbito muitos pacientes, além de três dos seus filhos.

Frustrado, abandonou a medicina e se dedicou a religião até que em 22 de junho de 1874 uma criança com disenteria hemorrágica foi levada até ele para que tentasse ajuda-la.

Quando Still examinou a criança, percebeu que a coluna lombar estava quente enquanto o abdômen estava frio e decidiu manipular a coluna lombar parando a hemorragia no dia seguinte.

 

 

Após este evento, Still deduziu os princípios da medicina osteopática e criou a Osteopatia:

 

  • Lei da artéria (função da vascularização);

  • Unidade do corpo (globalidade);

  • A estrutura governa a função;

  • Lei da Auto cura. “find it, fix it and leave it alone”

 

Abandonou seu diploma médico e em 1982 fundou a “American School of Osteopathy” em kirksville criando o Doutorado em Medicina Osteopática (D.O.)

Still escreveu 3 livros:

  • Em 1899  “Philosophy of Osteopathy”

  • Em 1908 “Autobiography”

  • O livro mais importante “Osteopathy research and practice” foi escrito em 1910.

Faleceu em 1917 aos 90 anos.

A corrente osteopática continua e as escolas de Osteopatia se multiplicam pelo mundo.

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

Av. Cassiano Ricardo, 521, 1˚ andar

Jd. Aquarius - S. J. Campos, SP